5 dicas de gestão financeira para condomínios

Publicado por Marfan Empreendimentos em

Cuidar da gestão financeira de um condomínio não é uma tarefa fácil, afinal os moradores contribuem mensalmente com a taxa condominial e costumam cobrar do síndico uma alocação correta e eficiente dos recursos que na maioria dos casos são limitados.

Uma gestão financeira eficiente de condomínios requer responsabilidade e habilidades específicas que visam garantir o equilíbrio financeiro e o melhor aproveitamento dos recursos disponíveis.

Além disso, é importante destacar que a gestão financeira condominial é uma responsabilidade legal do síndico, conforme prevê o artigo 1.348 do Código Civil, veja:

“Art. 1.348. Compete ao síndico:

…VI – elaborar o orçamento da receita e da despesa relativa a cada ano;

VII – cobrar dos condôminos as suas contribuições, bem como impor e cobrar as multas devidas;

VIII – prestar contas à assembleia, anualmente e quando exigidas;…”

Não restam dúvidas, cuidar da gestão financeira de um condomínio, elaborar orçamentos, prestar contas e equilibrar despesas e receitas exige muito dos síndicos.

Sabendo disso, a Marfan Empreendimentos separou 5 dicas de gestão financeira para condomínios, não deixe de conferir!

1.Elabore uma previsão orçamentária para o condomínio

O primeiro passo para uma gestão financeira condominial assertiva passa pela elaboração da previsão orçamentária.

A previsão orçamentária é um documento que precisa ser elaborado anualmente, contendo todas as receitas e despesas previstas para o período de 1 ano.

Esse documento, deverá ser discutido em assembleia e servir de guia para orientar o síndico na gestão financeira condominial.

Através da previsão orçamentária, síndico e condôminos podem discutir a melhor alocação dos recursos que estarão disponíveis ao longo do ano, incluindo o corte e a redução de despesas ou até mesmo a revisão do valor da cota condominial.

Quando bem elaborada, a previsão orçamentária contribui significativamente para a gestão financeira e o equilíbrio das contas do condomínio.

Confira como elaborar uma previsão orçamentária condominial: Como fazer uma previsão orçamentária de condomínio

2.Combata a inadimplência em condomínios

A taxa de inadimplência é um dos maiores desafios para o síndico que planeja manter as finanças do condomínio em equilíbrio.

Na prática, quanto maior o número de inadimplentes, menor o volume de recursos entrando no caixa do condomínio, fato que dificulta a administração condominial e a manutenção das despesas em dias.

Sendo assim, é necessário que os síndicos estejam sempre em busca de medidas que auxiliem na redução da inadimplência, dentre elas:

  • Aplicação de multa e juros sobre cotas condominiais em atraso;
  • Proibição do direito de voto dos inadimplentes em assembleia;
  • Protesto de dívidas em cartório e cobrança judicial;
  • Campanhas de regularização de débitos;
  • Oferta de desconto para pagamentos antecipados.

Quanto menor o índice de inadimplência do condomínio, menor a dor de cabeça do síndico na hora de gerir as finanças do empreendimento.

Confira como combater a inadimplência em condomínios: Inadimplência em condomínios: Como resolver?

3.Estabeleça um fundo de reserva para o condomínio

Estabelecer um fundo de reserva ou emergência é fundamental para a gestão financeira de condomínios, afinal, por mais que o condomínio conte com uma previsão orçamentária bem elaborada, imprevistos podem acontecer a qualquer momento.

O fundo de reserva em condomínios funciona como uma espécie de poupança que pode ser utilizada para cobrir despesas emergenciais e não previstas no orçamento, como por exemplo, o reparo de um vazamento.

Em geral, o fundo de reserva condominial é formado por percentuais que variam entre 5% e 10% da cota condominial, conforme determinado pela convenção do condomínio.

Seu condomínio ainda não conta com um fundo de reserva para emergências? Sugira a instituição do fundo na próxima assembleia de condôminos.

Não contar com um fundo de reserva coloca em risco a gestão financeira e o equilíbrio das contas do condomínio.

4.Reduza as despesas do condomínio

Quando o assunto é a gestão financeira para condomínios, a redução de desperdícios também é um aspecto importante a ser observado pelo síndico e também pelos moradores.

Existem várias alternativas para que um condomínio reduza despesas e consequentemente alivie seu caixa, dentre as quais, podemos destacar:

  • Substituição de lâmpadas fluorescentes por lâmpadas de led;
  • Acionamento de lâmpadas no Hall por sensores de presença;
  • Redução do número de elevadores em funcionamento em determinados horários;
  • Realização de campanhas para o uso consciente da água;
  • Aproveitamento de água das chuvas para regar jardins.

Colocar em prática medidas que contribuam para a redução de despesas condominiais, como as destacadas acima, podem fazer grande diferença no final das contas, facilitando a vida do síndico e a gestão financeira condominial.

Encontre alternativas para reduzir custos e conte com a conscientização e contribuição dos moradores para que não seja necessário implementar reajustes ou cotas extras para cobrir o excesso de despesas.

5.Invista na manutenção preventiva

Você sabia que investir na manutenção preventiva também é importante para a gestão financeira do condomínio?

Síndicos que não investem em rotinas periódicas de manutenção acabam sendo surpreendidos por despesas e custos elevados para correção de problemas que poderiam ser evitados.

Confira as principais vantagens da manutenção preventiva em condomínios:

  • Redução de custos com manutenções corretivas;
  • Maior segurança das instalações;
  • Valorização do condomínio.

Cuide da manutenção preventiva do seu condomínio e evite imprevistos que impactem diretamente nas finanças condominiais.

Como fazer manutenção preventiva em condomínios?

Seu condomínio precisa de serviços em manutenção preventiva? Conte com a Marfan Empreendimentos.

A Marfan, é especialista em uma série de serviços de manutenção condominial, incluindo:

  • Tratamento e recuperação de fachadas;
  • Identificação e solução de patologias em fachadas;
  • Laudos, análises e serviços de engenharia;
  • Testes de percussão e arranque;
  • Verificação de falhas no padrão construtivo;
  • Instalação de pontos de ancoragem;
  • Pintura e impermeabilização de fachadas;
  • Pintura de gradis, madeiramentos, quadras, halls, portões áreas internas e externas;
  • Impermeabilização de lajes e jardins com manta líquida;
  • Dentre outros serviços em manutenção predial.

Se você procura soluções em manutenção preventiva de condomínios, a Marfan tem a solução que você precisa.

Entre em contato conosco e converse com um dos nossos especialistas

Av. Ibirapuera, 2033, 8ª andar, conj. 81, Moema – São Paulo

Av. Pref. Carlos Ferreira Lopes, 703, Sala 1318, Mogilar – Mogi das Cruzes

11 94600-1991 / 99980-5156

contato@marfanempreendimentos.com.br

Categorias: Dúvidas

Open chat